EX-CAMPEÃO PABLO CARREÑO-BUSTA GARANTE WILD CARD

Pablo Carreno Busta (ESP) no jogo contra Nicolas Kicker (ARG) do Millennium Estori Open 2018 - R16 | Fotografia ©JLpress/JoaoLamares
Pablo Car­reno Bus­ta (ESP) no jogo con­tra Nico­las Kick­er (ARG) do Mil­len­ni­um Estori Open 2018 — R16 | Fotografia ©JLpress/JoaoLamares
  • MELHOR PALMARÉS NO MILLENNIUM ESTORIL OPEN
  • FOI TOP 10 EM 2017/2018
  • É O ACTUAL 28º DO RANKING

A duas sem­anas e meia da quin­ta edição do Mil­len­ni­um Esto­ril Open – orga­ni­za­do pela 3Love no Clube de Ténis do Esto­ril, de 27 de Abril a 5 de Maio –, o dire­tor do torneio João Zil­hão anun­ciou o segun­do wild card para o quadro prin­ci­pal do maior even­to tenís­ti­co por­tuguês. Após o número dois nacional Pedro Sousa ter sido agra­ci­a­do com o primeiro dos três con­vites disponíveis no pas­sa­do dia 28 de março, o penúl­ti­mo wild card foi hoje atribuí­do ao espan­hol Pablo Car­reño-Bus­ta.

O Pablo Car­reño-Bus­ta sem­pre teve uma lig­ação muito próx­i­ma com a orga­ni­za­ção e com o próprio torneio, sendo o tenista com mel­hores resul­ta­dos na ain­da cur­ta história do Mil­len­ni­um Esto­ril Open. Acho que todos aque­les que pres­en­cia­ram o momen­to do seu tri­un­fo em 2017 perce­ber­am o quan­to sig­nifi­cou para ele a con­quista do títu­lo no Clube de Ténis do Esto­ril, depois de ter atingi­do as meias-finais em 2015 e per­di­do numa equi­li­bra­da final em 2016”, recor­da João Zil­hão. “Dev­i­do a lesões recentes, tin­ha plan­i­fi­ca­do uma tem­po­ra­da de ter­ra bati­da difer­ente e não se inscreveu na data lim­ite – mas repen­sou a sua pro­gra­mação e solic­i­tou um wild card. Não podíamos ser insen­síveis ao seu ape­lo. Ele sem­pre foi de uma entre­ga total e a sua qual­i­dade é inques­tionáv­el”.

Numa men­sagem envi­a­da à orga­ni­za­ção, o tenista de Gijón ref­ere que, “para mim, jog­ar no Mil­len­ni­um Esto­ril Open é sem­pre um praz­er e sem­pre me sen­ti acar­in­hado tan­to pela orga­ni­za­ção como pelo públi­co. Tem sido um torneio muito impor­tante na min­ha car­reira, foi em Por­tu­gal que con­segui o meu primeiro títu­lo ATP em ter­ra bati­da e sem­pre con­segui bons resul­ta­dos. Quero agrade­cer à orga­ni­za­ção pelo wild card e por me dar a opor­tu­nidade de jog­ar depois de ter esta­do lesion­a­do durante mais de dois meses. Espero exibir-me de novo ao meu mel­hor nív­el e apre­ciar a beleza de Cas­cais e do Esto­ril”

O MELHOR TENISTA NA HISTÓRIA DA COMPETIÇÃO!

O Mil­len­ni­um Esto­ril Open tem sido um tal­is­mã para Pablo Car­reño-Bus­ta, que sem­pre apre­sen­tou resul­ta­dos de qual­i­dade no Clube de Ténis do Esto­ril – ten­do sido semi­fi­nal­ista na edição inau­gur­al em 2015 e no ano pas­sa­do, final­ista em 2016 e campeão em 2017. O seu tri­un­fo em 2017 cat­a­pul­tou-o mes­mo para a mel­hor época de sem­pre, estre­an­do-se um mês depois nos quar­tos-de-final de um torneio do Grand Slam, em Roland Gar­ros, e mel­ho­ran­do esse reg­is­to em setem­bro, com o aces­so às meias-finais do US Open. Encer­rou a tem­po­ra­da com pas­sagem pelo top 10 e a par­tic­i­pação na cimeira de encer­ra­men­to de época que reuniu a fina-flor do cir­cuito profis­sion­al mas­culi­no em Lon­dres (Nit­to ATP Finals).

As suas façan­has não se resumem aos sin­gu­lares, ten­do no seu cur­rícu­lo três títu­los em seis finais ATP. Tam­bém na vari­ante de pares já con­quis­tou três títu­los (um deles ao lado do campe­onís­si­mo Rafael Nadal) e foi ain­da cin­co vezes final­ista, com destaque para o US Open de 2016, ao lado de Guiller­mo Gar­cia-Lopez, e para o Mas­ters 1000 de Roma, em 2018, com João Sousa, aju­dan­do o vimara­nense a esta­b­ele­cer mais um feito históri­co para o ténis por­tuguês.

Este ano, começou a época com uma pre­sença nos quar­tos-de-final de Auck­land (teve match point para chegar às meias-finais) e no Open da Aus­trália sucumbiu num dramáti­co due­lo dos oitavos-de-final face a Kei Nishiko­ri, no qual esteve a lid­er­ar por dois sets a zero e depois por 8/5 no match tie-break da quin­ta par­ti­da, antes de perder a con­cen­tração na sequên­cia de uma polémi­ca de arbi­tragem. Reto­mou o con­tac­to com o cir­cuito na gira sul-amer­i­cana, mas desis­tiu na segun­da ron­da do torneio de Cor­do­ba com prob­le­mas no ombro. O seu regres­so ao cir­cuito e à ter­ra bati­da está pre­vis­to para o Rolex Monte Car­lo Mas­ters na próx­i­ma sem­ana.

O Mil­len­ni­um Esto­ril Open decor­rerá de 27 de Abril a 5 de Maio e os bil­hetes estão à ven­da nos locais habit­u­ais. O dia 1 (sessão diur­na), o sába­do 4 e o domin­go 5 já têm lotação esgo­ta­da!

Fonte:

GABINETE DE IMPRENSA DO MILLENNIUM ESTORIL OPEN

10 de abril de 2019


Siga-me

Joao Lamares

Editor in Chief at JLpress News
Fotógrafo profissional desde 1999, colaborou com diversas empresas, agencias de publicidade e gabinetes de imprensa.
Colaborou com o Blog Fashion Heroines como fashion phortographer.
É o fotógrafo oficial da Colorida Art Gallery.
Fundou a JLpress Sport News and Photo em abril de 2016 onde acumula os cargos de Diretor de conteúdos e fotógrafo.
Joao Lamares
Siga-me