Fórmula 1 2019: Que esperar.

Lewis Hamil­ton, #44 Mer­cedes W10 2019 | Pho­to Steve Ether­ing­ton

A 70ª tem­po­ra­da de F1 está aí, começa neste fim-de-sem­ana na Aus­trália, em Mel­bourne.

Para 2019, os orga­ni­zadores prepararam uma série de mudanças nos reg­u­la­men­tos que têm em vista aumen­tar o número de ultra­pas­sagens efe­t­u­adas.

A dada altura da época de 2018, Hamil­ton referiu-se à impos­si­bil­i­dade de acom­pan­har de per­to o car­ro da frente. Segun­do o pen­ta-campeão mundi­al “ a per­da de pressão aerod­inâmi­ca é tão grande que não con­seguimos faz­er a cur­va, além de destru­ir os pneus”.

Na ver­dade é que todos os arte­fac­tos aerod­inâmi­cos cri­a­dos, tem por vista dois obje­tivos: ger­ar pressão aerod­inâmi­ca e impedir o adver­sário de se aprox­i­mar, min­i­mizan­do as pos­si­bil­i­dades de ser ultra­pas­sa­do.

Charles Leclerc, #16 Fer­rari SF90 | Pho­to Scud­e­ria Fer­rari

A grande mudança para 2019, começa na abolição de todos os arte­fac­tos exis­tentes nas asas dianteira e tra­seira dos F1. Para 2019, a asa dianteira é mais larga, mais alta e encon­tra-se mais à frente. Não pode pos­suir apêndices aerod­inâmi­cos e ape­nas pode con­ter 2 dire­cionadores de fluxo de ar em vez de 5. A asa tra­seira fica tam­bém mais larga e mais pro­fun­da. Perde os apêndices aerod­inâmi­cos, a aber­tu­ra do DRS aumen­ta 2cm. Com esta maior aber­tu­ra do DRS a eficá­cia do sis­tema cri­a­do para aju­dar nas ultra­pas­sagens dev­erá mel­ho­rar entre 25% a 30%.

Out­ra mudança impor­tante tem a ver com a sep­a­ração de pesos de pilo­to e car­ro. O peso mín­i­mo do car­ro pas­sou para 740kg e os pilo­tos pas­saram a ter um peso mín­i­mo de 80kg. Sem­pre que o con­jun­to do pilo­to com todo o seu equipa­men­to e ban­co ficar abaixo dos 80kg, dev­erá ser apli­ca­do las­tro na zona do acen­to. Esta mudança vem colo­car em pé de igual­dade pilo­tos mais altos como Hulken­berg, e pilo­tos mais leves.

A quan­ti­dade de com­bustív­el tam­bém aumen­ta. A par­tir de 2019, os pilo­tos con­tam com 110Kg de com­bustív­el disponív­el. Este aumen­to vai per­mi­tir andar mais tem­po a fun­do, já que as pre­ocu­pações com os con­sumos baix­am. A mudança da quan­ti­dade de com­bustív­el disponív­el vai obri­gar ao aumen­to do depósi­to que vai levar a um aumen­to da dis­tân­cia entre eixos dos car­ros (o aumen­to terá de ser feito em com­pri­men­to).

Espera-se que com estas mudanças a capaci­dade para os car­ros andarem mais próx­i­mos uns dos out­ros aumente e, assim, a pos­si­bil­i­dade de ultra­pas­sar um adver­sário.

Equipas

Romain Gros­jean, #8 Haas-Fer­rari VF-19 | Pho­to Team Haas

Ape­nas duas equipas não mex­er­am no seu alin­hamen­to de pilo­tos: a Mer­cedes e a Haas. Todas as out­ras mex­er­am com uma opção clara por pilo­tos mais jovens. A mudança é de tal for­ma sig­ni­fica­ti­va que 2019 será o ano em que a média de idades na grel­ha de par­ti­da será a mais baixa de sem­pre.

Para além dis­to há que referir a mudança de motores da Red­bull que, este ano, con­ta com motores Hon­da.

Pilotos

Alexan­der Albon, #23 Toro Rosso — Hon­da | Pho­to Team Toro Rosso

No que respei­ta aos pilo­tos temos 4 estreias e 2 retornos:

Alexan­der Albon (Toro Rosso), Anto­nio Giov­inazzi (Alfa Romeo), George Rus­sell (Williams) e Lan­dro Nor­ris (McLaren), são as estreias. Danill Kvy­at (Toro Rosso) e Robert Kubi­ca (Williams) são as reen­tradas.

Que esperar de Melbourne

Pierre Gasly, #10 Aston Mar­tin Red­bull — Hon­da RB15

Só em Mel­bourne poder­e­mos ter uma ideia mais clara sobre a for­ma como todas estas mudanças poderão influ­en­ciar o espetácu­lo. Segun­do a Fia as alter­ações imple­men­tadas vão aju­dar a ocor­rên­cia de mais ultra­pas­sagens, mas a exper­iên­cia diz-nos que sem­pre que a Fia proíbe algu­ma coisa, os engen­heiros das equipas desco­brem uma for­ma de con­tornar o prob­le­ma. O dese­jo de todos é que o espetácu­lo mel­hore e que às 3 equipas da frente que habit­ual­mente gan­ham cor­ri­das, se jun­tem out­ras do meio do pelotão. É cer­to que os orça­men­tos disponíveis con­tin­uarão a ser muito difer­entes, mas não seria a primeira vez, dada a genial­i­dade de alguns engen­heiros, que uma equipa mais peque­na con­seguiria bater o pé às grandes equipas e faz­er a difer­ença. McLaren, Williams, Benet­ton, Lotus e Brown foram exem­p­los dis­so no pas­sa­do.

A com­pet­i­tivi­dade na For­mu­la 1 é enorme. A pressão colo­ca­da em cima de cada pilo­to é enorme. Não temos dúvi­das que o lote de vinte pilo­tos que con­quis­tou um lugar na F1 está entre os mel­hores do mun­do. É cer­to que a dada altura o din­heiro que um pilo­to pode traz­er à equipa pode faz­er a difer­ença e que muitas vezes, por essa razão, um pilo­to mais com­pe­tente é preteri­do em favor de out­ro, mais rico. Mas não restem dúvi­das que todos eles são pilo­tos de exceção.

A grande juven­tude que este ano existe na For­mu­la 1, é cer­ta­mente um sinal da grande qual­i­dade dos jovens tal­en­tos emer­gentes, mas tam­bém poderá ser sinal de “sangue na guel­ra” e/ou algu­ma fal­ta de maturi­dade. Quan­do a emo­tivi­dade se jun­ta à fal­ta de maturi­dade, o resul­ta­do pode ser desas­troso para a equipa. Muitas vezes as dis­putas inter­nas, fre­quente­mente exac­er­badas pela neces­si­dade de mostrar serviço e segu­rar um lugar que cus­tou tan­to a con­quis­tar, podem levar a desas­tres como aque­le que ter­mi­nou com a cor­ri­da da Red­bull no Azer­bai­jão, em 2018.

Este ano temos de estar aten­tos a Max Ver­stap­pen e a Pierre Gasly, na Red­bull; a Ser­gio Perez e Lance Stroll, na Rac­ing Point; a Danil Kvy­at e Alexan­der Albon, na Toro Rosso. No entan­to, entre os mais vel­hos, será inter­es­sante tam­bém acom­pan­har a luta/relação entre Nico Hulken­berg e Daniel Ric­cia­r­do.

Onde ver

Por tudo isto a F1 parece chegar a 2019 com novo alen­to. Em Por­tu­gal as cor­ri­das podem ser vis­tas na Eleven Sports, o novo canal de desporto disponív­el nas difer­entes oper­ado­ras por uma assi­natu­ra men­sal de €9,99. A Eleven Sports 3 prom­ete rev­olu­cionar a trans­mis­são de desportos motor­iza­dos, nomeada­mente com mul­ti­câ­maras e equipas de reportagem pre­sentes em cer­tos Grandes Prémios.

Dese­jamos uma boa tem­po­ra­da a todos os afi­ciona­dos, esperan­do que os esforços da Fia deem resul­ta­do e que a luta pelas vitórias deste ano se alargue a mais equipas.

Joao Lamares
Siga-me

Joao Lamares

Editor in Chief at JLpress News
Fotógrafo profissional desde 1999, colaborou com diversas empresas, agencias de publicidade e gabinetes de imprensa.
Colaborou com o Blog Fashion Heroines como fashion phortographer.
É o fotógrafo oficial da Colorida Art Gallery.
Fundou a JLpress Sport News and Photo em abril de 2016 onde acumula os cargos de Diretor de conteúdos e fotógrafo.
Joao Lamares
Siga-me

Latest posts by Joao Lamares (see all)