Formula 1: GP do Azerbaijao — Inacreditável!

Adver­tise­ments
RSS
GOOGLE
https://jlpress.com/artigo/formula-1-gp-azerbaijao-redbull-inacreditavel-14324/
YouTube
INSTAGRAM
SOCIALICON
Verstappen, RedBull #33, seguido de perto por Ricciardo, RedBull #3 | Photo Aston Martin Redbull team
Ver­stap­pen, Red­Bull #33, segui­do de per­to por Ric­cia­r­do, Red­Bull #3 | Pho­to Aston Mar­tin Red­bull team

The first lap in the midfield is the same old story; people preferring to crash into other cars rather than lifting off.

Estas palavras de Fer­nan­do Alon­so descrevem bem a lou­cu­ra que se vive no meio do pelotão da Fór­mu­la 1, sobre­tu­do em cir­cuitos citadi­nos.

Baku City Cir­cuit, Baku, Azer­bai­jan. Fri­day 27 April 2018. Fer­nan­do Alon­so, McLaren MCL33 Renault. Pho­to: McLaren ref: Dig­i­tal Image dcd1827ap407

A cor­ri­da começou e todos pas­saram bem a cur­va 1, mas foi sol de pou­ca dura, pois ain­da a 1ª vol­ta não tin­ha ter­mi­na­do já havia várias baixas e o Safe­ty Car em pista.

Logo na cur­va três, Ocon que tivera uma exce­lente larga­da ten­ta pas­sar o Fer­rari de Kimi Raikko­nen, mas não deixa espaço para o fin­landês que já tin­ha o nar­iz do Fer­rari a meio do Force India e os dois col­i­dem, sendo Ocon pro­jec­ta­do con­tra o muro e ter­mi­nan­do ali a sua cor­ri­da. Antes, na cur­va dois a viti­ma fora Alon­so. No meio de um pelotão aguer­ri­do, Sirotkim vê-se enta­l­a­do entre um dos Renault e o espan­hol; não ten­do onde se meter, o rus­so foge do Renault que está na sua dire­i­ta e bate no McLarem. O Williams aca­ba por aban­donar na escap­atória da cur­va 3 e Alon­so ten­ta chegar à box com o nar­iz do car­ro dan­i­fi­ca­do e em duas rodas, pois os pneus do lado dire­ito reben­taram. Emb­o­ra esta aven­tu­ra ten­ha provo­ca­do danos na estru­tu­ra infe­ri­or do McLarem, este vol­ta a sair para a pista e entra na cor­ri­da.

A cor­ri­da recomeça na vol­ta cin­co e Ver­stap­pen sai a voar no encalço de Ric­cia­r­do, Sainz no Renault segue-o e, no calor da luta entre os dois Red­Bull, o espan­hol pas­sa o aus­traliano que perde duas posições em menos de nada. Sainz ain­da ensa­ia a ultra­pas­sagem ao 2º Red­Bull, mas Ver­stap­pen, aten­to cor­ta-lhe a tra­jec­tória.

Sebastien Vet­tel, Fer­rari SF71H #5

Mais tarde, na frente, Vet­tel lid­era, segui­do de Hamil­ton, Bot­tas e Car­los Sainz. Os pilo­tos da Red­Bull seguem logo atrás numa luta desen­f­rea­da, como se não hou­vesse mais cor­ri­das no campe­ona­to e tivessem a decidir o campeão. Os car­ros tocam-se, Ric­cia­r­do pas­sa na cur­va 1 e Ver­stap­pen devolve a joga­da na cur­va dois. Atrás vêm Leclerc no Alfa Romeo Sauber, Lance Stroll, no Williams e Raikko­nen a recu­per­ar do tem­po per­di­do na 1ª vol­ta. Ain­da a pro­cis­são vai no adro!

RedBull… terminem a corrida, por favor!

Na Red­Bull não há ordem de box­es! Não há 1º e 2º pilo­tos, não faz parte da filosofia da equipa. No entan­to, como na vida, quan­do não há imposições, pede-se respon­s­abil­i­dade. Era ape­nas isto que os respon­sáveis da Red­Bull exi­giam aos seus pilo­tos: Ter­minem a cor­ri­da, tragam pon­tos para casa.

Lewis Hamilton Mercedes AMG F1 #44 | Photo  Steve Etherington
Lewis Hamil­ton Mer­cedes AMG F1 #44 | Pho­to Steve Ether­ing­ton

Dos primeiros, Hamil­ton é o estre­ante na tro­ca de pneus. Deixa os Super-Macios com que começara a cor­ri­da e reen­tra com Macios. Bot­tas, Vet­tel e os dois Red­Bull, tar­dam em vir à box. A cor­ri­da alon­ga-se, Vet­tel lid­era, Bot­tas segue em segun­do e Hamil­ton em ter­ceiro. Com pneus Macios o Inglês não con­segue ir mais longe.

Na vol­ta 38 Ric­cia­r­do entra na box e tro­ca por Ultra-Macios. O Fer­rari de Vet­tel entrara pouco antes e tro­cara por Macios. Bot­tas coman­da e ain­da não tro­cou pneus. A clas­si­fi­cação dita Bot­tas em 1º, segui­do de Vet­tel, Hamil­ton, Ric­cia­r­do e Ver­stap­pen. Perez, Gros­jean, Sainz e Leclerc são os sen­hores que se seguem den­tro dos pon­tos.

Vol­ta 40, Ver­stap­pen segue na frente de Ric­cia­r­do, ambos de Ultra-Macios, ambos muito rápi­dos, mas Ric­cia­r­do está mais rápi­do que Ver­stap­pen e na rec­ta da meta (provavel­mente a mais de 340Km/h), Ric­cia­r­do aprox­i­ma-se pela dire­i­ta de Ver­stap­pen, este defende-se e tapa a pas­sagem, Ric­cia­r­do foge para a esquer­da, Ver­stap­pen responde e tra­va… Ric­cia­r­do entra dis­para­do pela trazeira do Red­Bull #33 e ficam os dois na escap­atória. Este era o fim que se adi­v­in­ha­va há algu­mas voltas, mas que ninguém que­ria acred­i­tar que fos­se pos­sív­el. Os pilo­tos, mais que se cul­parem, pre­ocu­pam-se em pedir des­cul­pas a toda equipa. Val­ha-nos isso…

Do inacreditável despiste ao furo inesperado: O Sprint Final

Safe­ty Car em pista e é hora de ir à box. todos os da frente tro­cam por Ultra Macios, quan­do a cor­ri­da começar vão fal­tar menos de dez voltas, pelo que há que “calçar” os pneus mais rápi­dos, afi­nal será o últi­mo sprint…, mas quan­do o Safe­ty Car está para sair, Gros­jean faz o ina­cred­itáv­el. Na ten­ta­ti­va de man­ter os pneus quentes, ziguezague­an­do o car­ro em pista, perde a tra­seira e vai de frente con­tra o muro. O safe­ty Car não chega a sair, é necessário tirar o Haas da pista.

A cor­ri­da é retoma­da a 3 voltas do fim. Vet­tel sabe que é a sua opor­tu­nidade de sur­preen­der Bot­tas e sai muito rápi­do. Ultra­pas­sa o alemão, mas não con­segue travar e sai para a escap­atória da cur­va um. Ráp­i­da­mente é ultra­pas­sa­do por Bot­tas, Hamil­ton e Raikko­nen. Bot­tas está nova­mente em primeiro, Hamil­ton em segun­do, Raikko­nen em ter­ceiro segui­do Vet­tel e Perez no Force India.

Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 #77 | Photo Wolfgang Wilhelm
Valt­teri Bot­tas, Mer­cedes AMG F1 #77 | Pho­to Wolf­gang Wil­helm

Assim, quan­do tudo pare­cia deci­di­do, o pneu tra­seiro do lado dire­ito do car­ro de Bot­tas, estoura e o alemão ter­mi­na ali a sua cor­ri­da, de for­ma inglória é cer­to, pois se vencesse seria cer­ta­mente com grande méri­to.

Mais atrás Perez pas­sa Vet­tel e con­quista-lhe o últi­mo lugar do podi­um. Hamil­ton vence e pas­sa para a frente do campe­ona­to com uma van­tagem de 3 pon­tos sobre Vet­tel. Raikko­nen ter­mi­na em segun­do e con­sol­i­da a 3ª posição no campe­ona­to a 22 pon­tos do lid­er.

Vet­tel assi­na a 4ª posição, Sainz a 5ª e Leclerc soma os seus primeiros pon­tos na F1, levan­do o Alfa Romeo Sauber ao 6º lugar. Alon­so, depois de muito e muito tra­bal­ho, con­segue asse­gu­rar o 7º lugar e jun­ta­mente com o seu cole­ga Ven­doorne (9º) asse­gu­ram a quar­ta posição dos con­stru­tores para a McLaren.

Stroll, no Williams ter­mi­na em oita­vo, Ven­doorne em 9º e o Toro Rosso de Bran­don Hart­ley fecha as con­tas dos pon­tos.

jm1829ap450

Similar Posts: