2018 Formula E: ePrix de Berlin, um foco de atenções.

Adver­tise­ments
RSS
GOOGLE
https://jlpress.com/artigo/formula-bmwi-eprix-de-berlin-14744/
YouTube
INSTAGRAM
SOCIALICON
Start of race with Jean-Eric Vergne (FRA), TECHEETAH, Renault Z.E. 17, lead­ing Sam Bird (GBR), DS Vir­gin Rac­ing, DS Vir­gin DSV-03, Andre Lot­ter­er (BEL), TECHEETAH, Renault Z.E. 17, and Maro Engel (GER), Ven­turi For­mu­la E, Ven­turi VM200-FE-03.

Interesse Crescente

Emb­o­ra muitos se mostrem relu­tantes quan­to ao inter­esse da Fór­mu­la-E enquan­to espetácu­lo auto­mo­bilís­ti­co, a real­i­dade vem, cada vez mais, mostran­do e realçan­do as vir­tudes des­ta cat­e­go­ria.

Os 3 últi­mos e-Prix, ape­nas para não recuar muito no cal­endário, resul­taram em cor­ri­das ple­nas de luta, de ultra­pas­sagens e casos para con­tar. O campe­ona­to não fica atrás de qual­quer out­ro pro­movi­do pela FIA e, a pesar de o futuro se mostrar mais rison­ho para o líder do campe­ona­to, Jean-Eric Vergne, com 4 cor­ri­das para o final e um máx­i­mo de 116 pon­tos em dis­pu­ta, no lim­ite, até Di Gras­si (58 pon­tos) pode ren­o­var o tit­u­lo.

Uma pilotagem diferente

Cor­rer na For­mu­la-E não é o mes­mo que cor­rer em qual­quer out­ra cor­ri­da. Se a estraté­gia assume um papel impor­tante, a gestão de ener­gia por parte do pilo­to e a adap­tação do seu esti­lo de con­dução ao par­a­dig­ma eléc­tri­co é cru­cial.

Andre Lot­ter­er (BEL), TECHEETAH, Renault Z.E. 17.

Não é pos­sív­el a um pilo­to chegar à Fór­mu­la-E, vin­do de um campe­ona­to como o DTM, os GT ou mes­mo a Fór­mu­la 1, e faz­er uma trans­fer­ên­cia pura e dura das suas apren­diza­gens ante­ri­ores. Fazê-lo será o primeiro pas­so para o fra­cas­so. Há vários exem­p­los dis­so; Lot­ter­er será o mais recente. Após pas­sar o últi­mo e-Prix de Paris em lutas e dis­putas, algu­mas delas ao esti­lo DTM, o pilo­to bel­ga chegou à últi­ma vol­ta e ficou sem ener­gia, per­den­do várias posições e impos­si­bil­i­tan­do a Techee­tah de obter a sua segun­da dobrad­in­ha do ano. De fac­to, Lot­ter­er ain­da ten­tou defend­er o inde­fen­sáv­el, primeiro com Di Gras­si, depois com Sam Bird, aca­ban­do mes­mo por provo­car um aci­dente que lev­ou o pilo­to britâni­co a ter­mi­nar a cor­ri­da em 3 rodas, mas, ain­da assim, no últi­mo lugar do pódio.

Berlim: Pólo de Interesses

A cor­ri­da ger­mâni­ca, penúl­ti­ma pro­va em solo europeu, será talvez a mais assép­ti­ca pro­va do campe­ona­to. Desen­ha­da no espaço do anti­go aero­por­to de Tem­pel­hof, no cen­tro-sul de Berlim, que data da 2ª guer­ra mundi­al e que foi desati­va­do em 2008, o traça­do não é uma pista, mas tam­bém não é um cir­cuito citadi­no. Será algo mais pare­ci­do com uma pista de kart­ing gigante, delim­i­ta­da por sep­a­radores de betão. Esteti­ca­mente, não é nada que se com­pare com Paris ou Zurich, mas não será por isso menos inter­es­sante de acom­pan­har.

Vergne e a Techee­tah não vão abrir mão do excep­cional campe­ona­to que estão a realizar e, Sam Bird vai con­tin­uar com a sua estraté­gia de ameal­har pon­tos para quan­do chegar a Nova Iorque poder avaliar e decidir. Di Gras­si vai con­tin­uar a apos­tar na sua recu­per­ação. Este ano ain­da não venceu e, lem­bre-se, até à 5ª jor­na­da, não tin­ha soma­do qual­quer pon­to. O brasileiro sabe que ren­o­var o tit­u­lo será uma enorme miragem, mas pre­cisa de recu­per­ar o tem­po per­di­do e, após 3 cor­ri­das a ter­mi­nar em segun­do, está ansioso por uma vitória.

Anto­nio Felix da Cos­ta (POR), MS + AD Andret­ti For­mu­la E Team, Andret­ti ATEC-03.

Felix da Cos­ta e Blon­qvist cor­rem em casa e, na pre­sença de um impor­tante Staff da BMW, irão quer­er mostrar serviço. Pelo menos enquan­to o Andret­ti andar.

Berlim vai traz­er out­ros pon­tos de inter­esse. Para além da pre­sença de David Coulthard na equipa ofi­cial de comen­ta­dores, Berlim irá mostrar, pela “primeira vez” o novo Fór­mu­la-E Gen2 Car. O car­ro será pilota­do por Nico Ros­berg que ulti­ma­mente se tem mostra­do muito próx­i­mo da cat­e­go­ria dos car­ros elec­tri­cos (não como pilo­to).

Out­ro anún­cio a acon­te­cer na cap­i­tal alemã, vai ser o novo troféu (ou eTro­phy) com os Jaguar I-Pace. A pro­va de suporte às cor­ri­das do campe­ona­to do mun­do de For­mu­la-E, irá ser apre­sen­ta­da com o próprio Ale­jan­dro Agag, men­tor e CEO da Fór­mu­la-E, ao volante do Jaguar I-Pace eTro­phy.

Motivos para não perder a pro­va berli­nense não fal­tam. Vai ser no sába­do, com as qual­i­fi­cações a decor­rerem entra as 13 e as 14 horas (Lis­boa) e a pro­va a decor­rer entre as 17 e as 18h (Lis­boa). A trans­mis­são tele­vi­si­va para Por­tu­gal é da respon­s­abil­i­dade do Eurosport, sendo as qual­i­fi­cações trans­mi­ti­das no Eurosport 2 e a cor­ri­da, no Eurosport 1.

Mais notí­cias sobre a For­mu­la E

 

Similar Posts: