João Sousa admite: “ O David (Goffin) jogou a um nível mais alto”

David Goffin (BEL) Millennium Estoril Open 2019 | ©JLpress/JoaoLamares
David Gof­fin (BEL) Mil­len­ni­um Esto­ril Open 2019 | ©JLpress/JoaoLamares

As expeta­ti­vas estavam ele­vadas para o encon­tro do número 1 por­tuguês com o ex-top 10 mundi­al. Mas, David Gof­fin jogou a um nív­el que “sur­preen­deu” e João Sousa não con­seguiu encon­trar soluções para virar o jogo. O bel­ga carim­bou a pas­sagem aos quar­tos de final com uns expres­sivos 6–3, 6–2.

“Não con­segui jog­ar tati­ca­mente da for­ma que tín­hamos pen­sa­do. Obvi­a­mente, méri­to do David por ter joga­do um bom encon­tro e não há grande coisa a diz­er. Ele foi mel­hor do que eu, con­seguiu jog­ar a um nív­el mais alto do que o meu. É mere­ce­dor des­ta vitória”, afir­mou João Sousa após o encon­tro.

De fac­to, o por­tuguês durante todo o encon­tro não con­seguiu encon­trar soluções para a agres­sivi­dade e exce­lente táti­ca do adver­sário que ape­sar de não apre­sen­tar um serviço muito rápi­do, serviu muito bem colo­ca­do e com grandes per­cent­a­gens de eficá­cia no primeiro serviço.

Joao Sousa (POR), Millennium Estoril Open 2019 | ©JLpress/JoaoLamares
Joao Sousa (POR), Mil­len­ni­um Esto­ril Open 2019 | ©JLpress/JoaoLamares

Foi isso mes­mo que João Sousa recon­heceu numa análise pós-encon­tro:
“ Esta­va sem­pre a defend­er, nun­ca era eu a coman­dar os pon­tos”. Todavia, acres­cen­ta: “ Acho que o méri­to é mais do David do que eu ter feito um mau encon­tro”.

“Se uma der­ro­ta é sem­pre duro, perder em casa com o públi­co a puxar por mim e não con­seguir faz­er um grande encon­tro é ain­da pior”, con­fes­sou o atu­al deten­tor do títu­lo.

Mas, há que aceitar a der­ro­ta, anal­is­ar o que não cor­reu tão bem e por os olhos no futuro.

Assim o diz João Sousa: “ Ten­ho vin­do a tra­bal­har muito bem e os resul­ta­dos não têm sido aqui­lo que esperá­va­mos. Sin­to-me um jogador muito mais com­ple­to e os resul­ta­dos não têm vin­do nesse sen­ti­do. Mas o ténis é assim, muitas vezes é frus­trante mas há que con­tin­uar e faz­er mel­hor no futuro”.

Por seu lado Gof­fin, com a timidez que o car­ac­ter­i­za admi­tiu que “ O jogo não foi fácil, ape­sar do resul­ta­do”. No entan­to, salien­tou que ape­sar do jogo do por­tuguês, soube “aproveitar os pon­tos impor­tantes”.

O jogador bel­ga tro­cou o frio de Munique – onde decorre um torneio do cir­cuito mundi­al em simultâ­neo com o Esto­ril – e pediu um con­vite ao dire­tor do Esto­ril Open, João Zil­hão: “Joguei em Munique e está sem­pre frio, por vezes com neve. Aqui exis­tem grandes condições e pedi um wild card para poder ir acu­mu­lan­do mais jogos”.

Gof­fin que já foi o número 7 do mun­do, não está na sua mel­hor for­ma e procu­ra ago­ra subir no rank­ing através “deste tipo de jogos, num está­dio grande, com pressão”. A ver vamos se o vamos encon­trar na grande final.

David Goffin (BEL) Millennium Estoril Open 2019 | ©JLpress/JoaoLamares
David Gof­fin (BEL) Mil­len­ni­um Esto­ril Open 2019 | ©JLpress/JoaoLamares

David Gof­fin vai jog­ar esta sex­ta-feira os quar­tos de final com o tunisi­no Malek Jaziri (75º ATP) que venceu o argenti­no Leonar­do May­er ( 62º ATP), com par­ci­ais de 7–6(2) e 6–1. Esta é a segun­da vitória do expe­ri­ente tenista de 35 anos no torneio ATP por­tuguês.

Ten­do em con­ta a qual­i­dade de jogo apre­sen­ta­do por David Gof­fin no encon­tro com João Sousa, é de pre­v­er um due­lo emo­cio­nante entre o bel­ga e o tunisi­no na cor­ri­da para as meias finais.

Malek  Jaziri  (TUN) Millennium Estoril Open 2019 | ©JLpress/JoaoLamares
Malek Jaziri (TUN) Mil­len­ni­um Esto­ril Open 2019 | ©JLpress/JoaoLamares

Emo­cio­nante foi tam­bém o encon­tro noturno entre um dos favoritos ao títu­lo e, final­ista do ano pas­sa­do, Frances Tiafoe e o japonês Yoshi­hi­to Nish­io­ka que com 23 anos é 71 do rank­ing mundi­al. Lem­bramos que o japonês ergueu o primeiro troféu da sua cur­ta car­reira no cir­cuito ATP, ao vencer na final do ATP 250 de Shen­zhen, na Chi­na, em 2018.

Após um duro due­lo de 2h25m, Tiafoe, oita­vo cabeça-de-série, acabaria por vencer o dramáti­co encon­tro a ser resolvi­do ape­nas no tie break por 2–6, 6–3 e 7–6(5) e fecha as con­tas dos quar­tos de final do torneio ATP por­tuguês.

Frances Tiafoe (USA) Millennium Estoril Open 2019 |
Frances Tiafoe (USA) Mil­len­ni­um Esto­ril Open 2019 | ©JLpress/JoaoLamares

Tiafoe vai ter como adver­sário, no últi­mo encon­tro noturno des­ta sex­ta-feira, o uruguaio Pablo Cuevas.

Paula Lamares: paula.shortstories@gmail.com

Nota do Editor:

A JLpress deixa aqui um espe­cial agradec­i­men­to à Fuji­film Por­tu­gal que decid­iu apoiar-nos nes­ta aven­tu­ra com mate­r­i­al fotográ­fi­co da série X

De fac­to tan­to as câmaras xt2 e xt3 como as objec­ti­vas Fuji­non colo­cadas à nos­sa dis­posição têm tido um desem­pen­ho fan­tás­ti­co per­mitin­do ao fotó­grafo Rui Elias e a mim próprio, a real­iza­ção das ima­gens que ilus­tram os nos­sos arti­gos, post de face­book e insta­gram e fotografias disponi­bi­lizadas na JLpress Image Stock.

Sem este apoio este tra­bal­ho não seria pos­sív­el.

Siga a Fuji­film no insta­gram

Siga a Fuji­film no Face­book

Siga-me

Joao Lamares

Editor in Chief at JLpress News
Fotógrafo profissional desde 1999, colaborou com diversas empresas, agencias de publicidade e gabinetes de imprensa.
Colaborou com o Blog Fashion Heroines como fashion phortographer.
É o fotógrafo oficial da Colorida Art Gallery.
Fundou a JLpress Sport News and Photo em abril de 2016 onde acumula os cargos de Diretor de conteúdos e fotógrafo.
Joao Lamares
Siga-me