• geral@jlpress.com
  • September 19, 2019
0 Comments
Fotografia ©JLpress/JoaoLamares

Numa manhã dedicada aos jovens, as Conferências do Estoril começaram esta segunda-feira na Nova SBE university em Carcavelos.

Algumas intervenções mais marcantes recordaram a necessidade de os jovens levarem mais assério a sua educação, mas também, de Pais e Educadores em geral se libertarem dos antigos paradigmas onde a educação era transmitida de mais velhos para mais novos e abraçarem esta nova realidade onde a educação é um processo de formação em conjunto, onde todos somos educadores e educandos.

Ahmad Nawaz, Paquistão. | fotografia de ©JLpress/JoaoLamares

Terminar a nossa educação antes de tentar mudar o mundo, como referiu o paquistanez Ahmad Nawaz (sobrevivente de um ataque terrorisata na sua própria escola, onde perdeu o irmão e o melhor amigo, entre outros), aproveitando as oportunidades que a atual conjuntura nos proporciona e que muitos outros não têm; dar mais tempo aos professores para que exerçam a pedagogia, libertando-os de obrigações excessivamente burocráticas, como referiu Pedro Neto, diretor executivo da Amnistia Internacional, ou, ainda, ser mais proactivo na sua educação, usando as redes sociais para influenciar mais e ser menos influenciável como enfatizou a aluna da escola de Carcavelos, Matilde Cardoso (17 anos); foram motes que não deixaram o público indiferente.

Matilde Cardoso, escola de Carcavelos. | Fotografia de ©JLpress/JoaoLamares

Sob o tema Empowering Humanity, from local to global justice, as Conferências do Estoril continuam esta tarde com a sessão oficial de abertura.

Conferencias do Estoril Website

Partilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *